Últimas notícias »

SINDICATO  DOS  EMPREGADOS
EM TURISMO E HOSPITALIDADE
SÃO JOSÉ DO RIO PRETO E REGIÃO

entre em contato conosco
17 3203.0077
Destaques Sindicais 22/12/2017 11:3:34 » Por

Aumenta número de vagas de estágio para 2018

Segundo o Nube, há 35 mil vagas de estágio previstas para o 1º semestre de 2018



Com a chegada do final do ano, muitos jovens universitários entram em uma verdadeira maratona para conseguir um estágio. É porque esse período concentra diversos processos seletivos de grandes empresas em todo o país. Neste ano, a oferta de estágios é maior que nos anos anteriores, um reflexo da recuperação da economia, disseram ao G1empresas de recrutamento.

Um levantamento do Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube), que seleciona estagiários para diversas empresas, apontou que o número de vagas de estágio para o primeiro semestre de 2018 na sua plataforma deve crescer 9,4% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Veja histórico do volume de vagas de estágio

"Os números estão muito positivos e as projeções indicam um longo período de estabilidade econômica que se reflete também na oferta de estágios", aponta a gerente de treinamento do Nube, Eva Buscoff.

Segundo ela, as empresas estão se sentindo mais seguras para contratar e investir mais. "Se hoje temos um cenário animador e competitivo, o jovem não pode perder tempo", declara.

O Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee) prevê a oferta de mais de 112 mil vagas de estágio em todo o Brasil até o final de março de 2018. Segundo Luiz Gustavo Coppola, superintendente do Ciee, muitas empresas oferecem novas vagas porque efetivaram seus estagiários ou desejam renovar seu quadro. Ele disse que há mais vagas neste ano que no ano passado, mas o Ciee não tem uma estatística.

 

Maratonistas de programas de estágio

 

Em meio a essa concentração de processos seletivos para estágios no fim do ano, os estudantes se tornam uma espécie de "maratonistas" na busca por uma vaga. São diversos questionários para preencher, testes online, entrevistas e dinâmicas de grupo. O G1 ouviu alguns jovens que já passaram por isso para saber como eles conseguiram vencer os processos seletivos.

 

Marina Acquaviva e Larissa Costa não tem só a graduação em Relações Públicas em comum. As duas passaram por dezenas de processos seletivos.

 
Marina se inscreveu em mais de 100 vagas de estágio. (Foto: Arquivo Pessoal)

Marina se inscreveu em mais de 100 vagas de estágio. (Foto: Arquivo Pessoal)

Marina tem 22 anos e resolveu começar a procurar estágio depois de trabalhar por um ano e meio na Agência de Comunicações ECA Jr, a empresa júnior de sua faculdade.

Ao todo, Marina realizou mais de 100 inscrições em vagas e enfrentou 20 processos seletivos, 5 dinâmicas em grupos e 22 entrevistas diferentes.

 

"Se você não entra cedo no mercado de trabalho, fica cada vez mais difícil conseguir emprego", declara Marina.

 

Ela começou se inscrevendo em todas as vagas que apareciam. "Depois do primeiro estágio, eu percebi qual era o meu perfil e comecei a procurar empresas mais jovens, com perfil voltado para internet e entretenimento", explica.

A partir de então, Marina resolveu se inscrever somente nos processos seletivos de empresas onde ela realmente gostaria de trabalhar. "Fiz seis entrevistas em lugares diferentes e, dessas, só uma não era na área de entretenimento", conta. Hoje, ela é estagiária da Fox.

A dica de Marina para quem está em busca do estágio perfeito é não perder tempo indo em entrevista onde você não quer trabalhar. "Se você não sabe o seu próprio perfil, o recrutador não vai conseguir entender se você tem o perfil da empresa", diz Marina. "No fundo, você sabe onde gostaria de trabalhar ou não".

 

"Quando for nos processos, a principal dica é ser você mesmo. Você precisa mostrar quem você é para o recrutador", aconselha.

 

Larissa Costa tem 23 anos e enfrentou a maratona de seleções quando decidiu sair do seu primeiro estágio. "Eu queira experiências novas para alavancar o currículo", conta.

Ela tinha a vontade de entrar em programa de empresas grandes, que costumam ser mais longos. Larissa ficou de janeiro a julho desse ano enfrentando processos seletivos e chegou na última etapa em três empresas. Hoje, ela é estagiária no Buscapé.

 
Larissa destaca feedbacks dos RHs como elemento importante para o aprimoramento do candidato. (Foto: Arquivo Pessoal)

Larissa destaca feedbacks dos RHs como elemento importante para o aprimoramento do candidato. (Foto: Arquivo Pessoal)

Larissa diz ter sentido falta do feedback no caso de algumas recrutadoras, já que ela não conseguiu entender por que não foi contratada e o que a empresa buscava no candidato que conseguiu a vaga.

 

"É importante para o estudante entender quais são as suas qualidades e o que ele precisa melhorar", declara.

 

"A única empresa que teve preocupação de passar um feedback foi a Natura", conta. Depois de um dia inteiro de dinâmica, o gestor sentou para conversar comigo e explicou o que eles identificaram no perfil dela que não estava cruzando com o que a empresa procurava.

 

Dicas das recrutadoras

 

G1 conversou com as principais recrutadoras e reuniu algumas dicas para quem busca uma vaga de estágio para 2018. Foram entrevistados para esse levantamento Eva Buscoff (gerente de treinamento do Nube), Milie Haji (gerente de projetos da Cia de Talentos), Manoela Costa (gerente executiva da Page Talent) e Eduardo Migliano (cofundador da 99jobs).

 

Confira as principais dicas:

 

  1. As empresas buscam jovens interessados, comprometidos e com iniciativa;
  2. O jovem precisa entender rapidamente como funciona o mundo corporativo;
  3. Estar disposto a aprender e colocar em prática o que aprende;
  4. É importante que o jovem conheça e se identifique com a organização;
  5. Ter uma fala correta, um bom uso da gramática e um vocabulário extenso;
  6. Saber usar as palavras de maneira educada;
  7. Aproveitar a faculdade como um recurso para o trabalho;
  8. Ter um idioma avançado ou experiência de intercâmbio e ter participado de empresas juniores pode ser um diferencial;
  9. Dominar as ferramentas necessárias para a sua área de atuação;
  10. Aproveitar também oportunidades em empresas menores, porque há menos concorrência e maiores chances de efetivação.
 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Rua Conselheiro Saraiva, 317 | Vila Ercilia | São José do Rio Preto - SP | Fones: 0xx (17) 3203-0077 | Diretor Presidente - Sergio da Silva Paranhos

Sindicato SETH - Todos os direitos - Desenvolvido por MaquinaWeb Soluções em TI