Últimas notícias »

SINDICATO  DOS  EMPREGADOS
EM TURISMO E HOSPITALIDADE
SÃO JOSÉ DO RIO PRETO E REGIÃO

entre em contato conosco
17 3203.0077
Esporte 13/8/2018 9:31:40 » Por

Nenê vira mais um reforço do São Paulo pós-Copa

Motor tricolor no início do Brasileirão, meio-campista estava sumido no segundo semestre



Por Mateus Benato, São Paulo

13/08/2018 06h00  Atualizado há 3 horas

 

O São Paulo ganhou mais um reforço pós-Copa do Mundo: Nenê. Sim, Nenê! Depois de Rojas, que se encaixou rapidamente no ataque, Bruno Peres, que assumiu a vaga do negociado Militão, e Everton Felipe, que estreou com alguns minutos, o destaque do domingo foi o meio-campista.

Nenê está no São Paulo desde janeiro. Depois de uma difícil adaptação com Dorival Júnior, quando era reserva, o jogador de 37 anos deslanchou com Diego Aguirre – atualmente, ao lado de Diego Souza, é o artilheiro tricolor no ano, com 11 gols. Mas estava sumido neste segundo semestre...

No último jogo antes da Copa, Nenê tinha feito dois gols na vitória sobre o Vitória, no Morumbi – relembre aqui. Era o motor do São Paulo, que ainda perseguia a liderança do Brasileirão. Depois disso, incluindo um aumento salarial após proposta recusada do exterior, virou coadjuvante.

 
Melhores momentos: Sport 1 x 3 São Paulo pela 18ª rodada do Brasileirão

Melhores momentos: Sport 1 x 3 São Paulo pela 18ª rodada do Brasileirão

Nos sete jogos anteriores à vitória por 3 a 1 sobre o Sport – um deles pela Copa Sul-Americana –, Nenê só participou de um gol, ao bater um escanteio para Anderson Martins abrir o placar contra o Corinthians – relembre aqui. Contra o Cruzeiro, até reclamou com o técnico ao ser substituído.

O que Nenê voltou a fazer na Ilha do Retiro foi procurar a bola. No primeiro tempo, caiu pelo lado esquerdo para formar um triângulo ofensivo com Reinaldo e Everton. No segundo tempo, aproximou-se de Rojas na esquerda, por onde o São Paulo passou a atacar mais.

Mais que o segundo gol tricolor contra o Sport, marcado aos 6 minutos do segundo tempo, Nenê foi o jogador das duas equipes que mais finalizou: quatro tentativas. Além disso, acertou 20 passes e errou apenas um – ele, Diego Souza e Bruno Peres foram os que menos erraram.

Nas próximas duas partidas, o São Paulo precisará propor o jogo. Na quinta-feira, na Argentina, terá que se recuperar da derrota por 1 a 0 para o Colón se quiser continuar na Sul-Americana. No domingo, contra a Chapecoense, no Morumbi, defenderá de novo a liderança do Brasileirão...

Com Nenê sempre perto da bola, as chances do São Paulo se dar bem nessas missões aumenta consideravelmente. Após a vitória sobre o Sport, Aguirre elogiou a maturidade de sua equipe. É certo que a retomada do papel de protagonista pelo meio-campista contribui com isso.

 

 

 


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Rua Conselheiro Saraiva, 317 | Vila Ercilia | São José do Rio Preto - SP | Fones: 0xx (17) 3203-0077 | Diretor Presidente - Sergio da Silva Paranhos

Sindicato SETH - Todos os direitos - Desenvolvido por MaquinaWeb Soluções em TI