Últimas notícias »

SINDICATO  DOS  EMPREGADOS
EM TURISMO E HOSPITALIDADE
SÃO JOSÉ DO RIO PRETO E REGIÃO

entre em contato conosco
17 3203.0077
Esporte 20/9/2018 16:44:5 » Por

Árbitro de Boca x Cruzeiro tem média de quase sete cartões por jogo nesta Libertadores

Raposa foi beneficiada na copa do Brasil com falta do VAR e agora é prejudicada com o auxilio do VAR



Eber Aquino, o árbitro que expulsou Dedé na derrota do Cruzeiro para o Boca Juniors, na última quarta-feira, está acostumado a aplicar punições. Ele tem média de quase sete cartões nesta edição da Libertadores – foram 41 em seis jogos apitados (6,83).

A revolta com a atuação de Eber Aquino tomou conta de jogadores, comissão técnica e dirigentes do Cruzeiro. O presidente Wagner Pires de Sá e o supervisor Benecy Queiroz foram após a partida para a sede da Conmebol, em Assunção, para protestar com o presidente da entidade, Alejandro Domínguez.

Dedé foi para o chuveiro aos 24 minutos do segundo tempo, após um choque de maneira involuntária com o goleiro Andrada - revisto por Eber com o auxílio da tecnologia na beira do gramado na Bombonera.

 
Prejuízo! Cruzeiro perde por 2 a 0 para o Boca com expulsão do zagueiro Dedé
 
 
Eber Aquino, 39 anos, é árbitro Fifa desde 2016. No Paraguai, já participou de vários clássicos entre Olimpia e Cerro Porteño, grandes rivais nacionais. Até esta quarta-feira, só havia apitado em dois jogos envolvendo um time brasileiro na atual edição da Libertadores: Santos 2 x 0 Estudiantes, pelo Grupo 6. Depois, esteve nas oitavas de final na vitória por 2 a 1 do Grêmio sobre o Estudiantes, que acabou com a classificação do Tricolor nos pênaltis por 5 a 3.
 

Em comum o fato de ter sempre apitado partidas ao menos de um argentino.

Nesta Libertadores, Eber apresenta um perfil mais duro de arbitragem. Tem uma média de seis cartões amarelos por jogo que apita, somando 40 cartões amarelos distribuídos na edição de 2018 da competição – mais um vermelho direto. O jogo que mais chamou a atenção foi exatamente a classificação gremista às quartas de final. Eber Aquino apresentou dez cartões amarelos.

Em 2018, Eber também apitou três jogos da Copa Sul-Americana: Cerro x Rosario, em que aplicou 12 cartões, São Paulo x Rosario (sete), e El Nacional x Defensa y Justicia (quatro), com média de 7,66 cartões por jogo.

 

 


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Rua Conselheiro Saraiva, 317 | Vila Ercilia | São José do Rio Preto - SP | Fones: 0xx (17) 3203-0077 | Diretor Presidente - Sergio da Silva Paranhos

Sindicato SETH - Todos os direitos - Desenvolvido por MaquinaWeb Soluções em TI