Últimas notícias »

SINDICATO  DOS  EMPREGADOS
EM TURISMO E HOSPITALIDADE
SÃO JOSÉ DO RIO PRETO E REGIÃO

entre em contato conosco
17 3203.0077
Brasil e Mundo 20/11/2018 10:41:11 » Por

Justiça manda prefeitura recontratar professora que foi demitida após passar em processo seletivo

Professoras foram demitidas duas semanas depois da contratação. Inconformadas, elas recorreram à Justiça, que já julgou o primeiro caso.



Por G1 Rio Preto e Araçatuba

19/11/2018 16h49  Atualizado há 17 horas

 
 
Justiça manda prefeitura recontratar professora que foi demitida após processo seletivo

Justiça manda prefeitura recontratar professora que foi demitida após processo seletivo

A prefeitura de Votuporanga (SP) terá que recontratar uma professora, que para a Justiça foi demitida de forma irregular. Ela e outras duas professoras foram convocadas, no mês passado, para assumir a função em escolas municipais, mas duas semanas depois foram demitidas.

Inconformadas, elas recorreram à Justiça, que já julgou o primeiro caso. A primeira decisão da Justiça saiu em favor da professora Larissa Prandini.

Ela e outras professoras passaram em um processo seletivo em 2017 e, no mês passado, foram convocadas. Porém, 15 dias depois elas foram demitidas. Mas para assumir o cargo, elas pediram exoneração e demissão dos empregos anteriores.

Segundo a prefeitura, o processo seletivo venceu em junho, por isso elas foram dispensadas. “Simplesmente me ligaram falaram que eu estava demitida, que não tinha motivo, mas porque teve um erro interno”, afirma Larissa.

O advogado de Larissa é o mesmo das outras duas professoras e, segundo ele, a decisão deve ser a mesma para as outras duas. A prefeitura disse que não foi notificada da decisão da Justiça e reforçou que as professoras passaram em um processo seletivo, e não em um concurso público, por isso poderiam ser dispensadas.

 
Secretaria de Educação de Votuporanga — Foto: Reprodução/TV TEM

Secretaria de Educação de Votuporanga — Foto: Reprodução/TV TEM

 

O caso

 

A confusão afetou a vida de professoras de escolas municipais. Elas prestaram o processo seletivo, passaram, foram convocadas para o trabalho, começaram a trabalhar, e poucos dias depois acabaram demitidas.

A Larissa é um dos casos. Para conquistar uma vaga já prestou alguns concursos, processos seletivos. E foi o que ela fez no ano passado: se inscreveu num processo seletivo em Votuporanga e há pouco mais de um mês recebeu a ligação que tanto esperava.

Pelos Correios ela também recebeu a convocação com a data da publicação do diário oficial e o dia que ela deveria se apresentar: 9 de outubro. Ela se apresentou, começou a dar aulas, mas duas semanas depois recebeu outra ligação, da demissão.

Por nota, a assessoria da prefeitura disse que a demissão foi uma orientação do jurídico da prefeitura porque o prazo do processo seletivo teria vencido em junho.

 
Larissa passou no processo seletivo, começou a trabalhar e foi demitida em duas semanas — Foto: Reprodução/TV TEM

Larissa passou no processo seletivo, começou a trabalhar e foi demitida em duas semanas — Foto: Reprodução/TV TEM

 

 


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Rua Conselheiro Saraiva, 317 | Vila Ercilia | São José do Rio Preto - SP | Fones: 0xx (17) 3203-0077 | Diretor Presidente - Sergio da Silva Paranhos

Sindicato SETH - Todos os direitos - Desenvolvido por MaquinaWeb Soluções em TI