Últimas notícias »

SINDICATO  DOS  EMPREGADOS
EM TURISMO E HOSPITALIDADE
SÃO JOSÉ DO RIO PRETO E REGIÃO

entre em contato conosco
17 3203.0077
Turísmo 3/1/2022 13:32:31 » Por

Descubra sete cachoeiras da região de Rio Preto para curtir

Cachoeiras são opções na região de Rio Preto para quem gosta de curtir a natureza e fugir do agito das prainhas e parques aquáticos




Em Indiaporã, turista pode fazer passeios de caiaque (Divulgação/ Prefeitura de Indiaporã)


Não é preciso ir até Minas Gerais para ver uma cachoeira e ter um visual de tirar o fôlego no meio da natureza. Na região de Rio Preto, existem algumas quedas d’água que são conhecidas por reunir diversos visitantes nas férias. E elas ficam bem perto de Rio Preto.


Sete cachoeiras se destacam no Noroeste Paulista como opções para quem gosta de curtir a natureza e fazer trilhas. Localizadas em cidades como Palestina, Ouroeste, Valentim Gentil, Icém, Indiaporã, Santo Antônio do Aracanguá e Riolândia, a maioria está localizada em propriedades particulares, por isso a importância de agendar a visita ou realizar com grupos especializados em trilhas.


Palestina abriga a queda d’água mais conhecida da região de Rio Preto. Popularmente chamada de cachoeira do Talhadão, o local reúne dezenas de turistas aos finais de semana e fica a 82 quilômetros de Rio Preto.


Mas um destino que chama a atenção por suas belezas naturais, além da tradicional queda d’água, é Indiaporã. A transparência das águas dos rios que passam pela cidade permitem que o turista visualize uma exuberante mata ciliar, animais silvestres, além de mergulhar com os peixes.


Não é a toa que a cidade é a que mais se destaca no ecoturismo regional. Na cachoeira do Jandaia, que pode ser acessada através de barco ou passeios de caiaque, o turista pode confundir as paisagens com as de Bonito, no Mato Grosso do Sul (MS). Indiaporã também abriga a ilha do Picó, que pode ser visitada através de guias turísticos.


“São várias opções que as pessoas podem vir conhecer. Além das cachoeiras, que a pessoa pode ir de barco saindo da prainha, também temos a ilha do Picó que fica em uma propriedade particular, mas que se estiver de barco consegue conhecer. Indiaporã está de portas abertas para receber os moradores da região”, disse Rosana Scapim da Fonseca, secretária de Esporte, Lazer e Turismo de Indiaporã.


Em Valentim Gentil, a cachoeira do córrego Viradouro também é opção para quem gosta de curtir a natureza. Pouco conhecido, mas com uma paisagem surpreendente, a pedreira desativada que deu origem a dois lagos de águas cristalinas forma um cenário único, onde é possível encontrar a cachoeira.


As prefeituras recomendam que as visitas em todas as cachoeiras da região sejam agendadas ou realizadas com guias turísticos das cidades. “Em Icém, temos a cachoeira onde fica os cânions. Como o local é de difícil acesso, somente alguns grupos podem realizar o trajeto. Um deles é o Pé na Trilha de Rio Preto”, apontou o secretário de Cultura e Turismo de Icém, Pedro Lucas Montalvão.


Ecoturismo


Algumas cidades e grupos da região desenvolvem o ecoturismo. Em Rio Preto, o grupo Pé na Trilha já mapeou 26 trilhas que na maioria das vezes passa por quedas d’água. “Em Nipoã, temos a cachoeira do balanço que é uma trilha muito legal. Temos trilhas mapeadas em Nova Granada, Bálsamo, Mirassol, Paulo de Faria, Fronteira (MG). Sem falar de outras cidades que ainda estamos mapeando”, afirmou a consultora de vendas e trilheira Janete Perez Duarte.


Os percursos feitos pelo grupo vão de 5 a 12 quilômetros. Os passeios são aos domingos. “Normalmente, nos encontramos por volta das 6h30 e ficamos a manhã inteira fazendo percurso.” Ela conta que a procura pelos percursos cresceu nos últimos meses. “Tem final de semana que vai mais de 100 pessoas com a gente. O lugar que vamos depende do público. Por exemplo, quando tem pessoas da terceira idade, fazemos uma trilha mais fácil”, explicou.


Quem deseja se aventurar pode entrar em contato com o grupo pelo telefone (17) 99207- 6006. Os passeios são gratuitos e agendados com antecedência. “Desfrutar a natureza é delicioso, principalmente por sair um pouco da selva de pedras que vivemos. Vem ser feliz, com o Pé na Trilha pessoal”, convida Janete.


Além de trilheiros, em Mira Estrela, a própria prefeitura mapeou o seu trajeto ecológico. Denominada de “Mata dos Macacos”, o local é visitado por turistas e estudantes que promovem a educação ambiental e o turismo conservacionista. A trilha está elencada nos catálogos de turistas ecológicos que procuram o local em busca de tranquilidade, material biológico para estudos ou passeio. O acesso é através da estrada Claudio Ribeiro com entrada gratuita, sinalização e guias para visitação.


“Como tem a prainha, muita gente que vem faz a trilha. Para quem gosta é uma ótima oportunidade para vir conhecer Mira Estrela. A prainha continua em obras para melhorias, pretendemos reinaugurar com as novidades até o fim desse ano”, disse Gleice Castrequini, secretária de Turismo de Mira Estrela. Interessados podem entrar em contato pelo telefone (17) 3846-1163.


Cachoeira do Barrinha – entre Icém e Fronteira (MG)



Cachoeira do Barrinha – entre Icém e Fronteira (MG)


Por ser um local de difícil acesso, as visitas só acontecem com guias que fazem trilhas pela região há anos. O visitante precisa encarar canyons para chegar até a cachoeira. O grupo Pé na Trilha, de Rio Preto, realiza o percurso.


Agendar visita: (17) 99207-6006 (Janete, uma das responsáveis pelo grupo Pé na Trilha).

 

Cachoeira do Córrego Viradouro – Valentim Gentil


Cachoeira do Córrego Viradouro – Valentim Gentil


Pouco conhecida, mas com uma paisagem surpreendente, a pedreira desativada que deu origem a dois lagos de águas cristalinas forma um cenário único, onde é possível encontrar a cachoeira do córrego Viradouro, com destaque para formações rochosas com predominância do basalto.


Agendar visita: (17) 3485-9400

 

Cachoeira do Bugio – Santo Antônio do Aracanguá


Cachoeira do Bugio – Santo Antônio do Aracanguá


A cachoeira fica na divisa entre Santo Antônio do Aracanguá e Sud Mennucci. A visitação deve ser agendada mediante autorização das prefeituras, sendo uma ótima opção de encontro entre homem e natureza.


Agendar visita: (18) 3639-9000

 

Cachoeira do Cedro – entre Paulo de Faria e Riolândia


Cachoeira do Cedro – entre Paulo de Faria e Riolândia


A cachoeira fica em uma área transformada em área de lazer a partir de 1982. A Cachoeira do Cedro fica entre os municípios de Paulo de Faria e Riolândia, mais precisamente no quilômetro cinco da rodovia vicinal Chico Procópio.


Agendar visita: (17) 3292-1201

 

Cachoeira Jandaia – entre Ouroeste e Indiaporã


Cachoeira Jandaia – entre Ouroeste e Indiaporã

O trajeto em água até esse paraíso natural não é fácil, mas todo esforço vale a pena ao mergulhar em suas águas turquesas que propiciam ao visitante vivenciar a natureza única da região e a pequena queda d’água.

Agendar visita: (17) 3843-3850

 

Cachoeira do Veloso – entre Ouroeste e Populina


Cachoeira do Veloso – entre Ouroeste e Populina


A cachoeira fica em uma propriedade particular da cidade, mas chega a atrair 200 pessoas aos finais de semana. A cachoeira é formada pelo ribeirão Santa Rita, na divisa de Populina com Ouroeste e está catalogada pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan), como sendo uma importante oficina lítica das civilizações que ocuparam a margem do rio Grande.


Agendar visita: (17) 3843-3850 

 

Cachoeira do Talhadão – Palestina


Cachoeira Talhadão, em Palestina


No trecho do rio Turvo que passa por Duplo Céu, distrito de Palestina, fica a Cachoeira do Talhadão, a mais famosa queda d’água da região.


Agendar visita: (17) 99185-1021


Fonte: Diário da Região


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Rua Conselheiro Saraiva, 317 | Vila Ercilia | São José do Rio Preto - SP | Fones: 0xx (17) 3203-0077 | Diretor Presidente - Sergio da Silva Paranhos

Sindicato SETH - Todos os direitos - Desenvolvido por MaquinaWeb Soluções em TI

Fale Conosco